peperonity.net
Welcome, guest. You are not logged in.
Log in or join for free!
 
Stay logged in
Forgot login details?

Login
Stay logged in

For free!
Get started!

Mobile Blog


eye.of.shadows.peperonity.net

Livres

31.12.2013 19:59 EST
Nuvens rubras,
Revolta perante o anoitecer...
Céus cedendo para a escuridão,
O conflito é apaziguado pela bela paisagem...

Nossa janela se revela ,pena que agora não temos tempo para pensar em olhar lá fora.

Em nossos olhos,os espelhos superam os céus...
Nos refletimos,conhecemos nossos anseios pelo outro lado da alma...

Pensam que o sol adormeceu,
Enquanto aqui dentro,seu sorriso brilha e me desperta para a noite.



Nossas mãos compartilham forças...
Nossos instintos nos apontam o caminho...
Todos os impulsos centralizados,serenidade envolve nossos corpos...
Corações em comunhão total com as pulsações da alma...
Cada batida distribui a mesma vitalidade que sacia simetricamente cada palmo de nosso ser...

Nós somos o coração do aposento.
Nossos arrepios bombeiam vida para todos os lados...
Nem o canto mais sutil da casa,nem a menor foto de nosso mural,escapam de nossa vontade de existir.
Tudo ao redor se torna pulsante,mas entre nós,a serenidade nos envolve.

Dançamos em um andamento mais cadenciado desta vez;
Nossa respiração se abranda;
Descobrimos novos detalhes do ar que compartilhamos;
O gosto de eternidade aqui se manifesta com mais doçura.

Nossos passos nos conduzem entre salões de diferentes sensações...

Nas luzes alva dos bailes do afeto e da confiaça,nos perdemos ao seguir a decoração transparente.
A música nos lembra um pouco a manhã anterior,quase tão doce quanto o canto de um certo pássaro que ornamenta meus versos...
Uma sinfonia sem fim que se entrelaça em nós e faz nossas mãos juntas sentirem que estão guardando em si o universo.
As paredes noa refletem,não há o que esconder,mas ainda há tantos traços a revelar...

No cálido piso dos bailes do desejo e do afeto,as rosas escurecem...
As trevas nos escondem,as poucas velas são nossas cúmplices...
A pouca iluminação me ajuda a encontrar palavras,
Seu corpo justifica todos os meus impulsos...
Fantasia tenta romper as finas linhas de nossas expressões...
A sinfonia assume traços vorazes,a cadência se esvai...

Por fim,bailamos em nosso recanto,
Tantos instrumentos,tantas passagens...
E ainda assim a melodia soa familiar;
O silêncio,no entatanto vem e nos deixa a sós.
Nossos corpos parecem um pouco cansados...
Nossos corpos parecem um pouco jovens demais...
Essa cama,essas nuvens,podemos descansar um pouco desse mundo aqui...

Vejo através da janela da íris enquanto seus lábios profetizam a madrugada...
Seu beijo me traz uma medida de sua paixão,
Meus anseios saltam de mim ao saber que posso te corresponder...

Tomo você em meus braços,mantendo o contato anterior,
Nos deito em nosso leito de vida,
Nossas sombras se tornam um único manto,
Uma forma alada que veste as mais altas torres de minha imaginação...
E que agora se torna nossa única veste,pois as chamas nos despem aos poucos...
Você me toca,guia minhas mãos,mapeia a trilha de meus lábios por minha viva terra prometida...
Onde se materializa a causa de meus melhores pensamentos.
Onde vive a consequência de meus melhores devaneios...

As paredes se tornam cada vez mais introspectivas,
A sede por contato,a vontade de desafiar qualquer palmo de distância...
A ansiedade em ver o que sinto escrito permanentemente em suas páginas...

Minh'alma vê além do plano governado pelo tato,
Presencio e assisto o encontro final de nossas vontades...
Sinto cada pequeno suspiro cedido;
Sinto o fôlego escapar por meus lábios,
Sinto nosso ofegante sinal de vida.
Sinto todos os sentidos se unirem...
Sinto nossos corpos cada vez mais peças de um único enigma.
Se encaixando,se complementando...
Sanando as dúvidas,se perguntando sobre o sentido a ser revelado...
Nunca explanado,sempre sentido...

Nossas mãos libertam o universo,se agarram ainda mais,entregam as forças juntas...

Começamos a ceder,sentimos os espasmos de corpos que aumentaram as entonações da vida.
Me sinto desfalecer,precisar cada vez mais de sua presença;
Te sinto ir comigo ao limiar da vida;
O abraço agora se torna um laço que cruza o firmamento,
Encarno em você,te entrego tudo que sinto agora,adentro a

Nossas almas cantam,nossos lábios sussurram,o silêncio do sorriso em cada olhar diz mais que qualquer tentativa de poetizar a consumação de mais uma noite,de mais um apaixonar.


Nas ruas,os fogos não me distraem,
Caminho seguro,caminho surpreso...
É tão surreal te ver trilhar a mesma estrada...

Em meus desenhos,asas aparecem em seu campo de visão...
Em meu reflexo nos lagos do amanhã,
Vejo dois pares de asas...

Acolho sua rota,passeamos sem lugar ou hora para chegar...
Caminhamos para o destino
Mas podemos escolher os trajetos.

Tantas ruas para me conduzir ao seu coração;
Tantas flores diferentes;
Tantos presentes para conquistar suas estrofes mais lindas...

Seu amor me fez ver a importância das pequenas portas em mim,
Todas com túneis que chegam em seu palácio.
Que chegam na morada eterna de meus primórdios.

Nos elevamos,estamos radiantes.
Como nuvens rubras contra o escurecer,
Mas vencemos,traremos o despertar do sol;

1 Comments:
Desconexo? Onde? Me mostra, pq eu vejo mtas coisas, menos isso... <3 De uns tempos pra cá vc desenvolveu a habilidade de me deixar breathless (mais que o de costume, que fique claro) e sem palavras a cada verso, mas eu vou apelar: perfeito meu anjo, ameu cada verso... Te amo demais meu anjo!


This page:




Help/FAQ | Terms | Imprint
Home People Pictures Videos Sites Blogs Chat
Top
.