peperonity.net
Welcome, guest. You are not logged in.
Log in or join for free!
 
Stay logged in
Forgot login details?

Login
Stay logged in

For free!
Get started!

Mobile Blog


eye.of.shadows.peperonity.net

Hoje

07.05.2014 18:46 EDT
Lançados pelo preciso arco de memórias-Impulsionados pelo fato de o passado ser ainda melhor agora.
Imponentes,como uma flecha flamejante de vislumbres de um futuro que aquece nossas expectativas...
Planamos rumo ao nosso hoje,ao lugar para melhor viver este momento.
Mais um lugar a se conquistar,um lugar para nos conquistarmos...

Atravessamos o lago,sem medo de cair e apagar nossa vontade,
Nossos impulsos nos fazem voar devagar,
tentar a gravidade,tentar as correntes de vento...
Tentar o calor que sopra por baixo de nossas roupas,tentar a vertigem,tentar nossos limites...


Atingimos o coração da noite,
Temos pouco tempo até o amanhecer,
Agora ninguém pode nos ver,
A adrenalina se mescla ao frio em nossos tremores
Seus suspiros se condensam em meus olhos,
Como lágrimas,ou talvez esteja apenas chovendo em minha visão,
Transbordando ternura,relampejando êxtase.
Mas continuamos abraçados sempre,é nossa natureza,o sentido a seguir...
Nos faz ver no escuro.


Coloco uma flor em seus cabelos,
Examinamos o lugar...
Te faço procurar o jardim que a encontrei.
Admiro seus passos,como não são exatamente silenciosos
Como me fazem querer caminhar também,te acompanhar mais de perto,me faz interagir com seus movimentos sem ao menos te tocar...

Corro em sua direção,você foge aos risos,confundo seu vestido com a noite...
Mas seus sussuros são a pista perfeita,um discuido proposital que me faz sentir o quanto poderia te encontrar em qualquer parte da floresta.
Mas sei que achou o jardim,que se lembrou também onde plantamos aquelas flores... Sinto saudade em seus sussurros,mas sem dor.apenas vontade de voltar algum tempo atrás e emprestar toda nossa empatia para elas,nosso renovado senso criativo,emoldurado em chamas.
Sei que posso atender seu pedido,você também...

Te encontro de costas para mim,enfeitando ainda mais seus cabelos...
Peço para segurar as flores,porque agora quero sentir apenas seu cheiro.
Você se vira,e apenas sorri,desobedece meu pedido sabendo que é o que realmente espero,pois sei que nenhum perfume pode ofuscar o seu.E seria tão injusto não reparar como todas estas flores pagam tributo à suas várias faces...
As negras me lembram suas virtudes,seus mistérios,sua serenidade como me instigam... As vermelhas invadem meus sentidos sem nenhum esboço de aviso,como a paixão que você me ensinou a sentir.As brancas me lembram nosso amanhecer,quando realizo que tenho você antes mesmo de abrir completamente os olhos...Me lembram sua aptidão para combinar cores,de todas as telas brancas que ainda pintaremos juntos.

Você continua sorrindo,
Soa como mil sinos de catedrais harmonizando toda a cena,
Me conspirando com a condição divina,
Sinto o real conceito de poder,me sinto capaz de causar a vida...
Me sinto dono
Não espero você se virar para te abraçar...
Meus pensamentos estão ocupados demais para ponderar.
Escalo sua nuca aos beijos,sinto nossos corpos nos revelarem o plano em que foram cúmplices...
Retribuo seus sussurros à menor distância possível de seus ouvidos,pontuo minhas frases aproximando nossos corpos...
Sinto segundos se arrastarem,a noite nos ajudar a enganar o alvorecer...
Sabem que não podem se opor...
Sinto sua respiração...
Minha queda em seus delírios é inevitável,mas meus lábios tentam subir novamente por seu pescoço...
Atraso a jornada,rompo nossas tensões,te espero como prometi...
Quando sinto nossos arrepios alinhados,penso em te beijar,mas você já o fez. Sinto o quanto esse desentrosamento também foi em parte planejado... Sinto,mas ainda não penso em nada que não seja nossas línguas fazendo melhor que falar. Nossos lábios juntos,não deixando escapar nenhum anseio,nossas línguas tentando ilustrar o sabor de tudo que sentimos...

De nos sentirmos em tudo...

Observo ao nosso redor,observo o rio que atravessamos,vejo nosso reflexo. Vejo meu corpo guardar suas costas,te vejo abrir mão do vestido e fazer de mim seu manto,vejo você despir meu corpo com as mãos enquanto despe minh'alma com o olhar... Vejo nós dois aparentemente moldando um ponto brilhante,isso me faz querer gritar seu nome como se fosse capaz de derrubar estrelas e aumentar nossa privacidade.

Percebo o quanto só nós dois entenderíamos e te possuo,me deixo possuir por você...
Meus olhos se fecham para os versos,me sinto pronto para vivê-los.mas sei que ao se abrirem,te verei,pois o vento ainda me faz sentir frio,posso nos ouvir ofegante,mas primeiro,meus espasmos refutam minha imaginação...
Agora é como se fôssemos capazes de sonhar juntos,não quero perder minhas horas adormecido sem te sentir.
2 Comments:
"Abaixe o volume da sua televisão e me escuta pelo telefone". Morri...rs Amei a surpresa, e lermos juntos foi tão incrível, por alguns momentos me senti de volta aos nossos primeiros dias, mas numa versão mais segura de nós dois... Amei meu anjo, te amo demais!
"Abaixe o volume da sua televisão e me escuta pelo telefone". Morri...rs Amei a surpresa, e lermos juntos foi tão incrível, por alguns momentos me senti de volta aos nossos primeiros dias, mas numa versão mais segura de nós dois... Amei meu anjo, te amo demais!


This page:




Help/FAQ | Terms | Imprint
Home People Pictures Videos Sites Blogs Chat
Top
.